Você está aqui: HomeBlogComo levar seu planejamento para as nuvens?

Como levar seu planejamento para as nuvens?

Como levar seu planejamento para as nuvens?

Por Crispin Velez Villazón, Leader Digital Transformation de Ricoh IT Services Latin America

Segundo pesquisas e análises recentes com os principais players do mercado, a computação em nuvem na América Latina terá um crescimento exponencial de 29% até 2020, ao longo dos próximos quatro anos. Sem dúvida, os benefícios que envolvem os negócios de tecnologias em nuvem estão sendo cada vez mais reconhecidos por organizações mundiais de todos os setores. Podemos citar como exemplo, o gerenciamento e maior flexibilidade de infraestrutura em TI e a redução de custos proporcionando o time-to-market (tempo entre a análise de um produto e sua disponibilização para a venda).

 

                                                  20170619183311

Por outro lado, um estudo realizado com mais de mil líderes empresarias de todos os segmentos revelou que, 92% dos entrevistados, acreditam que a rápida disponibilidade de informações é necessária para o seu negócio. Segundo a pesquisa, para alcançar os objetivos mencionados, os serviços de desenvolvimento de aplicações e infraestrutura na nuvem, depende dos planos de crescimento e estratégia das companhias. Sabemos que as empresas muitas vezes não têm o orçamento ou tempo para gerenciar redes e aplicações, no entanto, terceirizar alguns sistemas de TI como Software Service (SaaS), a Plataforma como Serviço (PaaS) e Infraestrutura como Serviço (IaaS) pode ser uma excelente escolha.

As empresas podem alavancar sua infraestrutura em 3 modelos de serviços em nuvem:

1) Software como Serviço (SaaS): É um modelo onde a aquisição e/ou utilização de um software não está relacionado a compra de licenças, ou seja, você utiliza algum software e paga por sua utilização. De acordo com a Gartner, a indústria dessa plataforma cresceu 33% em 2016. Muitas empresas já estão familiarizadas com SaaS e com aplicações no Facebook, LinkedIn, Twitter, Salesforce e Google baseados na nuvem. O objetivo é que o provedor de TI da sua escolha tenha a capacidade para gerir todos os dados, como: atualizações; dados de tempo de execução; virtualização; servidores; armazenamento e segurança.

2) Plataforma como Serviço (PaaS): Aqui temos um modelo que fica entre o SaaS e IaaS, proporcionando uma plataforma mais robusta e flexível para a utilização de muitos recursos de tecnologia, onde é possível a utilização de softwares de maneira mais flexível, sendo possível desenvolver suas próprias aplicações baseadas em alguma tecnologia (framework, linguagem etc.) e utilizar a infraestrutura necessária, e o mais importante, adequada a aplicação desenvolvida. A maioria dos sistemas de PaaS utilizam a virtualização de servidores como o Google App Engine e OpenShift. 

3) Infraestrutura como Serviço (IaaS): O IaaS fornece serviço on-demand por servidores de nuvem, armazenamento, rede e sistemas operacionais. É uma excelente opção quando a capacidade adicional é necessária. Por exemplo, se uma empresa está crescendo rapidamente e não tem certeza de capacidade futura, o IaaS permite escalar lentamente, sem comprar mais equipamentos para obter um melhor controle sobre as necessidades do seu negócio.

Qual é a proposta da Ricoh para apoiá-lo em seu caminho para a nuvem?

A Ricoh IT Services trabalha com o objetivo de analisar as suas necessidades e garantir o aproveitamento de todos os benefícios da nuvem, minimizando custos e interrupções de serviço. A Ricoh possui flexibilidade para desenvolver e migrar toda a infraestrutura, informática e capacidade em software.

 

 

Redes Sociais

Contato

Rua Estados Unidos, 59
Fazenda- Itajaí - SC

(47) 3349-0737

O endere├žo de e-mail address est├í sendo protegido de spambots. Voc├¬ precisa ativar o JavaScript enabled para v├¬-lo.